©

©

16 de ago de 2010

OS OVNIs E O ACOBERTAMENTO DOS MILITARES

Tire todas as suas dúvidas sobre blogs.
acoberta1É público e notório o acobertamento militar sobre o assunto "discos voadores". A Aeronáutica, o Exército e a Marinha, de todos os países, negam veemente falar sobre o assunto. Pelo menos nos dias atuais, as autoridades militares não confirmam a existência dos discos voadores, mas também não negam o fenômeno. A tão sonhada "democracia"e o "diálogo"não existem por parte das autoridades das Forças Armadas. Qualquer pessoa que acompanha a ufologia, percebe facilmente esse acobertamento.Com toda certeza, o acobertamento militar iniciou em 08.07.1947, quando um jornal de Roswell publicou uma nota oficial da Base Aérea de Roswell, relatando a captura de uma nave extraterrestre. A partir desse instante, até os dias atuais, os Estados Unidos rotula o assunto como "Top Secret", e dita as regras para os demais países, convencendo-os através de acordos de cooperação espacial, como aconteceu recentemente no Brasil, em 02.03.1996, no documento que foi assinado por Daniel S. Goldin, Administrador da NASA (Administração para a Aeronáutica e Espaço) e por Luiz Gylvan Meira Filho, Presidente da AEB (Agência Espacial Brasileira). Poderíamos dar muitos exemplos desses acobertamentos militares, ...
mas vamos apenas citar o recente episódio de 20.01.1996, em Varginha, no sul de Minas Gerais, onde o Exército, juntamente com o Corpo de Bombeiros e a Polícia Militar capturaram estranhas criaturas de origens desconhecidas, cujo fato ainda está em plena pesquisa, e tais autoridades negam tudo. Em todos os países temos exemplos claros onde as autoridades militares fazem de tudo para desmentirem os fatos ufológicos. No passado, infelizmente, houve até assassinatos de pessoas para o acobertamento de assuntos dessa natureza. Esperamos poder riscar em definitivo esse passado negro da ufologia.
Por outro lado, vemos claramente que o povo tem memória curta, e uma boa parte dos jornalistas tem um poder de investigação e uma capacidade de analisar os fatos que não vão além dos muros que delimitam os seus quintais. É apenas uma questão de juntar os fatos que já foram notícias em todo o mundo, envolvendo as mais altas autoridades militares, em famosas exceções históricas, muito bem guardadas nos arquivos dos ufólogos.
No Brasil, a primeira grande exceção aconteceu em 02.11.1954, no auditório da Escola Técnica do Exército, no Rio de Janeiro, onde o Coronel Aviador Adil Oliveira, Chefe do Serviço de Informações do Estado Maior da Aeronáutica, fez uma conferência acerca dos discos voadores. Nesse auditório estavam presentes as maiores autoridades da Aeronáutica, do Exército e da Marinha brasileira. Essa conferência deveria ser lida por todos os jornalistas antes de entrevistar um ufólogo.
Uma segunda grande exceção ocorreu em 1970, onde o IV COMAR, em São Paulo, juntamente com civis, pesquisavam o assunto abertamente, fazendo reuniões e discutindo a presença dos discos voadores em território brasileiro.
Uma terceira grande exceção ocorreu em 19.05.86, quando o Ministro da Aeronáutica, Brigadeiro Otávio Moreira Lima reuniu, em Brasília, toda a imprensa brasileira, onde falou abertamente sobre a presença de 21 OVNIs nos céus do Brasil. Nessa coletiva, o Ministro autorizou os pilotos de caças que perseguiram os OVNIs e os operadores de radares do CINDACTA I a falarem publicamente sobre os fatos.
Se já tivemos fatos públicos desse porte, muitos perguntam porque as Forças Armadas acobertam o assunto. A razão é simples. Tecnologia e religião. Qualquer país que tiver em mãos a tecnologia dos discos voadores, no ato, passa a ser um país do primeiro mundo. Por outro lado, se ficar provado cientificamente que existem inteligências extraterrestres que não fizeram parte do "pecado original" de Adão e Eva, ou se ficar provado que os ETs tem o DNA igual ao nosso, ou seja, se ficar provado que somos descendentes desses seres, será o caos religioso. Todas as bases das religiões irão ruir.
Por outro lado a Aeronáutica fica preocupada de que fique provado que, com tudo que se gasta através dos impostos pagos pelo povo, ainda não temos controle absoluto de nosso espaço aéreo, porque tem um tal de disco coador que invade o espaço aéreo, faz o que bem quer, causa interferências eletromagnéticas, mutilam animais, abduzem seres humanos, etc... , e a tecnologia terrestre não consegue impedir tais manisfestações.
Mas, de qualquer forma, parece que as coisas estão afunilando. As autoridades militares e civis mundiais não conseguem mais esconder os fatos do público. Por outro lado, os discos voadores prometem estar mais presentes e prometem também acabar com esse acobertamento militar já em fase de falência, nos próximos quatro anos. Neste final de milênio, a humanidade vai ter muitas surpresas extraterrestres. O caso Varginha é apenas o começo. Quem viver verá.

Art Bell Fora do Ar


Nos EUA existe um programa de rádio que trata de assuntos como o Chupacabras, UFOs, conspirações, etc. Aparentemente, durante uma entrevista sobre a Area 51, algo interrompeu as transmissões. Isso já foi motivo para que a paranóia de acobertamento estourasse na Internet. O show estava sendo levado ao ar a partir de Pahrump, Nevada, uma cidade perto da famosa Area. Do estúdio, a transmissão segue para o satélite de comunicação GE-1. Aproximadamente à 1:00 h de 12 de setembro, o apresentador do programa Art Bell , designou uma linha telefônica aos empregados da Area 51, para que eles ligassem e "desabafassem".
Algumas chamadas foram efetuadas e ficou difícil dizer se eram autênticas ou não, mas foram muito convincentes. Num dado momento, alguém telefonou dizendo que trabalhava naquele órgão. Ele falou sobre seres extraterrestres malevolentes, além de um desastre iminente que atingiria grandes áreas e centros urbanos. No meio dessa conversação, o satélite GE-1 perdeu seu sinal com a Terra, indo a uma posição em que 50 canais ficaram sem comunicação por 30 minutos. Logo depois, o programa na Internet também perdeu o sinal. O apresentador continuou conversando com o seu interlocutor, sem saber do corte total. De repente, ouviu-se um grito e o aparelho ficou mudo.
Art Bell recebeu então um telefonema comunicando que seu programa estava fora do ar. Ao constatar que a ligação com o satélite GE-1 estava perdida, o apresentador continuou a transmissão via linha digital, telefônica, de 56 kb. Uma das pessoas que ligaram logo após o incidente informou que era segurança da Area 51:"Meu trabalho é o de fechar espaços. A rede foi tirada do ar por um "pulso". Quero dizer que a pessoa que estava falando antes não será mais ouvida." O que ele diz ser um "pulso" é o efeito do pulso elétromagnético (EMP) que sobrecarrega equipamentos eletrônicos em uma área alvo. A partir daí, a celeuma se formou em torno do Art Bell Show, e vários ouvintes ligaram para confirmar. Um engenheiro em rádio frequência do Hughes Aerospace, no Arizona, e especialista em escudos contra EMP, afirmou ter sofrido reflexos do pulso: seu computador e relógio digital ficaram em branco.
Um outro ouvinte lembrou à audiência que o complexo de antenas militares no Alasca tem a capacidade de remover satélites, individualmente, para fora de serviço, podendo gerar tais pulsos [o projeto abriga princípios postos pelo físico Nikola Tesla, o qual publicamente admitiu que seus inventos poderiam gerar efeitos EMP em qualquer parte do planeta]. Art Bell terminou seu show especulando se, para o governo americano, o "inimigo" da segurança nacional tinha se tornado agora a própria população americana.

acoberta2MOTIVOS - Qual é o objetivo do acobertamento feito pelos militares e quais são as conseqüências desse acobertamento e quais seriam as conseqüências de tudo viesse a tona um dia? A sociedade esta preparada para um contato imediato e direto com uma nave extraterrestre? Qual seria a melhor forma de lidar com os fenômenos ufo? Os militares com certeza tem maior contato com os fenômenos ufo, pois bem sabemos através dos estudos de casos e relatos, que conhecemos, como por exemplo Roswell, Varginha, Operação Prato tem o envolvimento direto de militares, então convenhamos que os militares tem toda a verdade, seja ela boa ou má, devem ter conhecimento de casos que ainda não conheçamos, casos onde o envolvimento militar com os seres de outros planetas não vieram a públicos e se mantém em sigilo. Qual é o motivo para todo o acobertamento, posso então citar algumas delas, total despreparação da sociedade para um contato direto e o pouco conhecimento sobre as intenções e tecnologia alienígena. Se baseando nessas duas possibilidades, então não podemos julgar a instituição militar sobre a objetividade do acobertamento dos fenômenos ufológicos, por tanto, é de direito da sociedade o conhecimento total do que se acontece, há leis para que se abram relatórios e documentos confidenciais das forças armadas, porem creio eu que mesmo assim somente o que for superficial, os casos que já conheçamos seriam aberto, mas não podemos somente culpar os militares por todo esse acobertamento, e sim dividir a culpa com a ignorância e despreparação total da sociedade mundial.
Os militares são bem cotados pelas sociedades de cada pais, pois o poder que ela representa e a credibilidade são altíssimas, por tanto, não há condições de se assumir o obvio, aparição de óvnis, claro que assumir tal postura de abrir o jogo perante a sociedade, mostraria o total desconhecimento tecnológico, cultural e sobre as intenções dos seres com nosso planeta e a sociedade, pois nem os militares chegaram um acordo sobre essas perguntas, a preocupação dos militares seria, passar informações convictas e com boa credibilidade e disponibilidade para respostas as perguntas sem medo de estarem errados, o desconhecimento sobre os visitantes estrelares são uma ameaça para defesa mundial, pois não se sabem quem é bom ou mal, pois não se sabe qual seria o poder bélico e tecnológico dessas naves estrelares, com certeza é bem mais avançadas que a nossa, e então a nossa maior arma pareceria inofensiva comparando a maior tecnologia bélica dos seres extraterrestre.
As forças armadas mesmo se soubessem todas as respostas para as perguntas dos curiosos, mesmo assim, teria um grande problema, a despreparação da sociedade, deveria então fazer-se uma preparação da sociedade para um contato direto raças diferentes da nossa, mas bem sabemos que nem todos dariam ouvidos a esse objetivo de preparação, por que o ser humano ainda é muito ignorante a se tratar de respeito e educação, teríamos a questão religiosa e cultura de cada região e pessoa.
Por tanto não é errôneo afirmar que o caos mundial seria acrescida com um contato imediato direto com o povo terráqueo, as pessoas que não teriam informação então procurariam meios de defesa contra uma possível invasão, pois mesmo que os nossos visitantes sejam harmoniosos, haveria aqueles que desrespeitaria a harmonia e poderia começar uma guerra, pois o ser humano em meio ao medo tende agredir e ou então a refugiar em esconderijos. Haveria aquelas pessoas que apertariam a mão dos visitantes com uma mensagem de bem vindo e teríamos aqueles que receberiam os seres extraterrestres com tiros e pedras.
O problema maior não é o acobertamento militar, e sim a falta de informação e o desconhecimento sobre os fenômenos ufológicos, nem os militares saberiam responder todas as perguntas, o que deveria ser feito é a preparação, a pesquisa e os investimentos nos fenômenos ufológicos, se é que os governos já não o fazem secretamente.
Precisamos de respostas, precisamos de maior esclarecimentos e respostas diretas sem metáforas, os esclarecimentos viriam se os militares e os governos investissem em pesquisas de campo e no contato direto de maior intensidade. Os militares sim fazem contato é mais que obvio, os militares estão certos e errados ao mesmo tempo, certos porque se falarem de algo que desconhecem estariam mostrando o seu despreparo e o seu desconhecimento, e errado por que é de direito de qualquer cidadão saber a verdade sempre. Então podemos ver que as forças armadas estão entre a cruz e a espada. Há também o motivo dos militares serem vistos pela sociedade como os protetores da segurança do seu país, então com a superioridade tecnológica das naves extraterrestres a visão de poder e proteção que os militares representam se dissipariam.
Fonte: Lista Ufo Updates

Nenhum comentário: