©

©

14 de mar de 2014

OVNIS/UFOS são fotografados em Santana de Parnaíba ou é só um fenômeno natural?

13/03 – O jornalista, fotógrafo e professor de fotografia William Camargo (40), registrou o que para muitos podem ser considerados Ovnis ou Ufos (Objetos Voadores Não Identificados), durante uma tempestade na cidade de Santana de Parnaíba, São Paulo, Brasil. A imagem passou despercebida pelo profissional por pelo menos 1 mês, até que ele preparando fotos para uma exposição, no software Adobe Photoshop (programa de tratamento de imagens), notou dezenas de pontos de luz de quatro pontas e esferas vermelhas brilhantes.




OVNIS/UFOS são fotografados em Santana de Parnaíba ou é só um fenômeno natural? - Foto: William Camargo/Folha Paulistana
OVNIS/UFOS são fotografados em Santana de Parnaíba ou é só um fenômeno natural? - Foto: William Camargo/Folha Paulistana

Foto de Ovni ampliada em 300 apenas com canal verde - Foto: William Camargo/Folha Paulistana




ACESSE O LINK:

http://www.folhapaulistana.com.br/2014/03/ovnis-e-ufos-novas-imagens-indicam-possiveis-objetos-voadores-nao-identificados-em-santana-de-parnaiba-sp/



Algumas hipóteses podem ser consideradas, visto que as imagens foram captadas durante a queda de um raio. Poderiam ser faíscas do próprio raio, tais pontos brilhantes de quatro pontas? E quanto as esferas vermelhas, seriam reflexos das luzes da cidade? Ou apenas uma aberração ótica ou reflexo na objetiva do profissional de fotografia?

Objeto voador não identificado de quatro pontas com ampliação de 300 vezes - Foto: William Camargo/Folha Paulistana
Objeto voador não identificado de quatro pontas com ampliação de 300 vezes - Foto: William Camargo/Folha Paulistana

Esfera vermelha que parece estar em movimento - Foto: William Camargo/Folha Paulistana
Esfera vermelha que parece estar em movimento - Foto: William Camargo/Folha Paulistana

Objetos brilhantes de quatro pontas e esfera vermelha juntos na mesma imagem - Foto: William Camargo/Folha Paulistana
Objetos brilhantes de quatro pontas e esfera vermelha juntos na mesma imagem - Foto: William Camargo/Folha Paulistana

Até o momento que o fotógrafo apenas analisava uma das 24 imagens, foi esta a conclusão que ele chegou. Já era noite quando foram tiradas as foto e a possibilidade de se tratar de apenas mais um fenômeno natural se fortalecia na mente do jornalista. outras fotos serão divulgadas nesta sexta-feira (14), pelo fotógrafo.

No entanto, a história tomou um novo rumo quando ele decidiu analisar as demais fotografias que havia tirado naquele mesmo dia. Foi então que notou que, tanto as imagens que foram tiradas no anoitecer quanto as que foram feitas durante o dia, tinham as esferas vermelhas brilhantes e os pontos luminosos de quatro pontas, com o céu totalmente encoberto, sem raios, sem estrelas sem avistamento de nenhum tráfego aéreo de vido a forte tempestade.


William Camargo estava bastante reticente quanto a publicar ou não as fotos, por se tratar de um assunto extremamente polêmico, não querendo nem sequer falar no assunto com os colegas. Porém, depois de analisar as demais fotos, decidiu liberar a publicação das mesmas e colocar a disposição de estudiosos sérios e que realmente entendam do fenômeno Ovni/Ufo, para analise mais profunda e conclusões coerentes quanto ao fato ocorrido em Santana de Parnaíba.


William Camargo é fotografo desde os 14 anos de idade e agora aos 40 anos, explicou que em seus 26 anos fotografando coisas na terra, no céu e na água, jamais havia se deparado com tal situação, que para ele é no mínimo inusitada. “Tenho o hábito de fotografar raios, nuvens, pássaros, flores e paisagens, além do fotojornalismo. Serve para mim como um calmante. Mas desta vez, confesso que fiquei no mínimo intrigado, senão curioso com o fato de as minhas fotos apresentarem esse padrão de comportamento durante uma tempestade, principalmente, depois de ter fotografado centenas delas. Fiquei mais intrigado quando mostrei a foto para um amigo, que disse que eu havia fotografado os objetos voadores não identificados (Ovnis), na região que se inicia a Serra do Japi, região esta que eu já tinha conhecimento de haver algumas aparições”, disse o jornalista. “Mas precisava aparecer justo pra mim?”, brincou William.

Para o jornalista e fotógrafo William Camargo, trata-se realmente de algum objeto voador não identificado. “Posso garantir que estrela não era, avião muito menos, reflexo das luzes da cidade, nem pensar. Então considero sim um objeto voador não identificado (OVNI), pois não consegui ver nenhuma similaridade com nada que voa, que eu particularmente conheça”.

Agora o jornalista, depois de muito estudar as imagens deverá enviar para algum órgão que seja especialista na área, para então realmente obter uma conclusão definitiva. “Seja um Ovni ou um fenômeno natural, não importa, o que realmente precisamos é de explicações convincentes quanto as 24 fotos tiradas”, finalizou William.

As fotos foram tiradas no dia 22 de janeiro de 2014.

Por Athos Moraes/Folha Paulistana
Edição final: Natasha Mekanna/Folha Paulistana

Nenhum comentário: