©

©

1 de mai de 2014

SERES EXTRATERRESTRES



Toda a forma de vida originada fora do planeta Terra, desde o mais básico organismo celular até o mais complexo sistema biológico, é considerada extraterrestre. O termo utilizado pela comunidade científica foi adotado pelos estudiosos dos fenômenos ÓVNIS, ou ufólogos.
A Exobiologia é uma ramificação da Ciência que se dedica à investigação da vida além dos limites do planeta Terra, formulando duas hipóteses elementares. Na primeira delas, a existência de vida extraterrestre é possível em formas básicas, especialmente bacterianas. Na outra, acredita-se que a vida seja gerada em outros lugares do Universo e depois se expanda e se desenvolva em outros planetas. Os estudos ufológicos, entretanto, não fazem parte da Ciência ortodoxa, e são categorizados como estudo paracientífico, pois atuam em um campo de difícil comprovação de um ponto de vista metodológico, portanto científico. Apesar de tudo, é consenso entre as partes que o Universo é incomensurável, se encontra em estado de expansão e é povoado por trilhões de galáxias (com seus respectivos planetas). Por isso, afirmar que a raça humana é a única forma de vida inteligente é, no mínimo, muito limitante. De acordo com os milhares de testemunhos registrados ao redor do mundo e ao longo dos anos sobre encontros com seres extraterrestres, nosso planeta já teria sido visitado por umas 50 espécies diferentes de seres alienígenas.



HUMANOIDES

Do ponto de vista antropomórfico, humanoides são todos os seres que possuem aspecto de seres humanos (dois olhos, um nariz e uma boca no centro do rosto).
De acordo com registros, este é o tipo de visitante mais frequente nos fenômenos ÓVNIS, popularizado pela ficção científica ao longo dos anos. Em uma visão mais romântica, geralmente adotada pelos autores de ficção científica, os humanoides seriam muito mais evoluídos que a espécie humana, e teriam uma tecnologia incompreensível para a nossa atual ciência. Portanto, eles seriam dotados de uma atitude benevolente e simpática com nossa espécie. Alguns estudiosos afirmam que espécies humanoides teriam fornecido porções genéticas, responsáveis pelas características físicas dos seres humanos.


HOMENS VERDES

Durante muito tempo, os extraterrestres eram chamados de “homenzinhos verdes”: seres de aspecto humanoide, porém bem menores, com uma cabeça bem grande em relação ao resto do corpo, geralmente equipada com duas antenas.
Este tipo de extraterrestre tornou-se famoso na ficção científica e também foi popularizado por diversos filmes e livros que o descreviam como “marciano”. Com a evolução da Ciência espacial, o mito destes seres se desfez e eles ficaram restritos aos filmes antigos.



CINZENTOS

Os extraterrestres cinzentos são seres que aparecem frequentemente nos relatos de testemunhas de contatos imediatos ou nos fenômenos ÓVNIS. Trata-se de uma raça de aspecto humanoide, com a pele acinzentada, cabeça e olhos bem grandes, orelhas, nariz e lábios bem pequenos. Magros, eles teriam estatura que poderia variar de 90cm a 2m.
Os relatos falam de três tipos de seres cinzentos diferentes, e cada um deles seria de um planeta distinto. Alguns estudiosos atribuem a estes seres uma inteligência bastante superior à humana, com capacidades telepáticas, psíquicas e sem nenhum registro de emoção. Estes seres estão presentes na maioria dos relatos de abduções e experiências genéticas com humanos e são considerados extremamente hostis.



NÓRDICOS

Os seres denominados nórdicos fazem parte da categoria dos extraterrestres humanoides, porem com aspectos peculiares: pele bem pálida, cabelos longos e louros, olhos bem claros e puxados.
Nos relatos, são descritos como atléticos e bastante bonitos. Em geral, apresentam-se vestindo uma longa túnica branca, ajustada ao corpo. Supostamente seriam originários de Vênus e Plêiades e estão em contato com os seres humanos desde tempos bíblicos. Os testemunhos afirmam ainda que estes seres de aparência quase divina possuem alto nível de inteligência e grande interesse pela espécie humana.




HUMANOIDES GIGANTES

Os humanoides gigantes também fazem parte da categoria de seres extraterrestres descritos em relatos de testemunhos de contatos imediatos.
Segundo o que foi reportado, eles seriam criaturas grandes, com altura aproximada de três metros de altura, pele e cabelos bem brancos e olhos escuros. Estudos comparativos mostram que a descrição é bastante próxima a de seres rupestres desenhados em cavernas e inscrições pré-históricas, onde estes seres também apareciam com as cabeças cobertas por escafandros. Outros estudiosos os associam a personagens bíblicos, titãs e outros seres da mitologia clássica.
 

ZOOMÓRFICOS

Os seres extraterrestres da categoria zoomórfica fazem parte de um grande grupo de seres híbridos, que teriam parte humana e parte animal. Dentro dos testemunhos de encontro com seres extraterrestres, este tipo de ser aparece em pouquíssimos casos.
Entretanto, existem referências de contato com esta categoria de ser extraterrestre. Com aspecto de macaco, réptil, peixe ou até mesmo insetos, os seres zoomórficos podem combinar mais de uma característica humana. O caso mais famoso seja talvez o “Chupacabra”, criatura responsável por diversos ataques a rebanhos e manadas dos quais extraí o sangue dos animais até a última gota.



REPTILIANOS

Os seres chamados reptilianos são uma classe especial dentro da genealogia zoomórfica. A maioria dos relatos os descrevem como relativamente baixos e suas aparições estariam restritas aos testemunhos do território norte-americano.
Portanto, eles são vistos como produto do acervo cultural dos Estados Unidos. Os seres humanoides reptilianos foram transformados em ícones da ficção científica e são vistos como criaturas malignas. Entretanto, alguns estudos apontam o registro de criaturas reptilianas desde tempos pré-históricos, quando teria ocorrido contato com nossos antepassados e outras espécies.




INSECTOIDES

A classe de seres zoomórficos insectoides abrange aqueles que têm uma ou mais características pertencentes aos insetos. Geralmente possuem traços bastante agressivos e comportamento primitivo e hostil em relação a qualquer outra forma de vida.
Além da aparência, eles teriam características biológicas próprias de insetos tais como a capacidade de viver em ambientes totalmente inóspitos, reproduzirem-se de forma acelerada e devastar tudo aquilo que aparece em seu caminho, como se fossem uma praga. Algumas hipóteses associam estes seres a diversas espécies de insetos agrícolas que possuiriam até mesmo uma correlação com estes.


CEFALÓPODES

Os seres categorizados como cefalópodes correspondem àqueles zoomórficos com características de animais desta espécie, como a lula e o polvo.
Os testemunhos de encontros com eles não são muito comuns, mas os relatos os descrevem como seres esverdeados, com tentáculos e dentes bastante longos e pontudos. Eles possuem uma cabeça quase do tamanho do corpo e um olho só. Na ficção científica foram transformados em um clássico da iconografia alienígena. Apesar de sua associação com os cefalópodes, estes sempre seriam vistos em ambientes marinhos, assim como zonas pantanosas.


XENOMÓRFICOS

Os seres batizados como xenomórficos são aqueles que possuem aspecto físico impossível de ser associado a alguma outra espécie animal conhecida do planeta Terra.
Este tipo é muito raro em relatos de contatos imediatos ou fenômenos ÓVNIS, mesmo assim foram reportados em algumas ocasiões como criaturas grandes, com formas indefinidas, semelhantes a uma nuvem. De qualquer maneira, grandes rochas ou outras formas que se comportem de maneira única ou inteligente podem ser investigadas pelos estudiosos da Ufologia.




FONTE: HISTORY CHANNEL

Nenhum comentário: