©

©

19 de ago de 2015

A campanha de difamação contra os extraterrestres-De onde é que estas ideias negativas sobre ETs vêm e quais interesses elas servem ?




Hollywood lança filme após filme sobre invasões alienígenas hostis, enquanto isso as ações humanas continuam a ameaçar a paz na terra, no entanto, relatos da vida real demonstram que os ETs são pacíficos, espiritualizados, preocupados com a forma destrutiva da humanidade e querem nos ajudar, aqui vamos examinar uma campanha de difamação que está sendo orquestrada para nos impedir de receber ajuda dos ETs.

Por mais de um século as obras de ficção e entretenimento têm representado os extraterrestres (ETs) como hostis, sinistros e violentos, repetido em livros, programas de rádio, televisão e cinema, essas representações se cristalizaram em um poderoso arquétipo que está profundamente enraizado na cultura popular.

Uma vez que a maioria das pessoas não teve experiência efetiva com extraterrestres, essas representações negativas moldaram as percepções públicas de ETs de muitas maneiras, extraterrestres são mais frequentemente apresentados como algo a ser temido ou como algo comicamente absurdo e ridículo, aqueles que levam a sério os ETs estão geralmente sujeitos a serem ridicularizados.

De onde é que estas ideias negativas sobre ETs vêm e quais interesses elas servem ? Porque tantas obras de ficção retratam os ETs de forma negativa como se fosse um fato comprovado que eles são hostis ? Porque é tão pouco conhecido que muitos encontros da vida real e experiências têm mostrado o contrário, que os extraterrestres são seres pacíficos e espiritualmente orientados ?

Poucas pessoas estão cientes das evidências e dos muitos relatos interessantes de encontros com vidas de outros planetas, esta prova apresenta uma história muito diferente, se olharmos para as experiências daqueles que afirmam ter tido contato real com ETs temos uma imagem deles como benevolentes e sábios, não cruéis nem selvagens, suas ações são altruístas e seu objetivo demonstra quererem nos salvar de nossas próprias tendências violentas, ao invés de nos conquistar e nos prejudicar.

É possível que aqueles que retratam os ETs como malévolos não estão apenas explorando-os para o entretenimento, mas também deliberadamente cultivando o medo e a hostilidade no subconsciente de milhões de pessoas.

Este artigo procura responder a essa pergunta, primeiro vamos explorar a representação negativa dos extraterrestres na cultura popular, onde isto começou e como se desenvolveu ao longo de décadas, vamos então contrastar estas representações negativas com a evidência que suporta a existência de extraterrestres e sugere que eles são muito diferentes das descrições violentas, hostis, que Hollywood tornou famosa, finalmente vamos olhar para as implicações das representações negativas dos extraterrestres e examinar a agenda/interesse em descrevê-los desta forma.

As origens da invasão

A intriga do espaço e a possibilidade de vida em outros planetas têm fascinado os seres humanos por centenas de anos, já em 1726 podemos encontrar contos de mundos extraterrestres em As Viagens de Gulliver, de Jonathan Swift, em 1800 vários livros foram escritos sobre o planeta Marte e seus habitantes.

post-07-05-10Mas o trabalho mais notável de ficção envolvendo extraterrestres é sem dúvida a primeira história escrita descrevendo uma invasão alienígena que ganhou uma popularidade sustentada: “Guerra dos Mundos” de HG Wells, publicado em 1898, Guerra dos Mundos foi publicado em um momento onde a literatura da invasão já era popular, mas foi a primeira do gênero a introduzir uma invasão de origem extraterrestre.

post-07-05-10A história retrata uma invasão por uma raça alienígena selvagem com total desrespeito pela vida humana e as reações das pessoas que enfrentam isso, contou com realismo vívido, a história apresenta um quadro convincente de como a sociedade, o governo, os militares e os indivíduos podem agir em um cenário tão hostil.

Guerra dos Mundos de HG Wells foi tão convincente que quando o ator Orson Welles fez uma leitura ao vivo do romance durante a transmissão no Mercury Theatre on the Air, (um programa de rádio americano que fazia regularmente transmissões dramáticas de rádio ao vivo) para sua edição de Halloween, foi relatado que causou pânico em massa nos EUA.

A transmissão tentou tornar a história o mais realista possível, a leitura do livro como se fosse um boletim de notícias de uma invasão alienígena que realmente estava acontecendo com os ruídos de fundo relevantes, as pessoas em sintonia com a transmissão pensaram que era verdade uma vez que não havia intervalos comerciais durante a transmissão, no dia seguinte, os principais jornais dos EUA estavam cheios de manchetes que narravam um país em pânico.

Mesmo não existindo muitas evidências sugerindo que o pânico em massa relatado não chegou a ocorrer, foi solidificado na história como fato dois anos depois pela pesquisa de Hadley Cantril, um psicólogo da Universidade de Princeton financiado pela poderosa fundação Rockefeller, que publicou um estudo de caso intitulado “A invasão de Marte: Um Estudo da Psicologia do Pânico“, segundo o professor W. Joseph Campbell, em seu livro: “Algo está Errado: Dez das Maiores Histórias de Forma Deturpada do Jornalismo Americano“, o estudo de Cantril tornou-se um marco na pesquisa de comunicação de massa e tem sido chamado de “primeiro estudo de pânico e comportamento anormal ligada à conteúdo específico da mídia”,este estudo ajudou a impulsionar a pesquisa financiada pela fundação Rockefeller em áreas de opinião pública e comunicação de massa, em última análise com o objetivo de persuasão e manipulação pública.

A campanha de hollywood de difamação em pleno andamento

Mesmo um breve olhar sobre a produção da indústria de entretenimento de Hollywood revela inúmeros exemplos deste cenário de “invasão” e várias representações negativas dos extraterrestres, como apenasseis grandes corporações possuem e distribuem praticamente todo conteúdo da mídia, hoje um pequeno número de indivíduos têm um enorme controle sobre as ideias que são apresentadas para as massas, o conteúdo que é apresentado ao público relativo aos extraterrestres tem usado o medo instintivo da humanidade do desconhecido como um entretenimento, criando uma falsa realidade em que ETs são o novo “monstro debaixo da cama” ou o inimigo mortal do qual precisamos nos proteger, o número de filmes que retratam extraterrestres como criaturas do mal, hostis vastamente supera os filmes de ETs apresentados em uma luz positiva.

Filme após filme contém as noções de que os extraterrestres ou são desnecessariamente violentos, inteligentes, controladores, predadores sexuais ou iguais a monstros, criaturas fantasmagóricas que estão destruindo ou dominando o planeta Terra, os seres humanos são retratados frequentemente não apenas como vítimas desses “intrusos” mas como heróis porque eles matam os extraterrestres de uma forma patriótica.



post-07-05-2“Dia da Independência”, o filme de maior bilheteria de 1996 é um exemplo perfeito desse padrão, com um tema semelhante a “Guerra dos Mundos”, Dia da Independência ocorre principalmente nos EUA com o cotidiano dos cidadãos que trabalham duro acordando com a visão de uma nave mãe alienígena sinistra chegando e implantando grandes naves “destruidoras” em todas as grandes cidades, o pânico se segue e as ruas das cidades ficam rapidamente congestionadas com carros e pessoas tentando fugir com todos os seus pertences em um completo caos, tal como acontece com muitos filmes de Hollywood, Dia da Independência faz um excelente trabalho ao jogar com as emoções do espectador, mostrando as relações íntimas e conexões familiares sendo destruídas de uma maneira ou de outra pelos alienígenas que estão invadindo.

É impossível não sentir empatia com o presidente dos EUA que perde sua esposa ou com as crianças do alcoólatra piloto de avião agrícola que sacrifica seu estilo kamikaze de vida para salvar o planeta Terra, é esperado e lógico para o espectador sentir uma espécie de ódio pelos extraterrestres que são os responsáveis, o filme é cheio de termos e frases ETs vulgarmente conhecidas destinadas a serem um alívio cômico, mas estão associadas à violência (linhas como: “Isso é o que eu chamo de um encontro próximo” depois de uma batalha de avião de caça em estilo “Guerra nas Estrelas” ou “Bem-vindo à Terra” após violentamente atingir um ET), há também discursos “inspiradores” e patrióticos pré-batalha para evocar os sentimentos de união e perseverança entre os seres humanos e prazer na destruição aparentemente merecida dos ETs.

Ele também contém uma cena irônica onde as pessoas que são positivas em relação aos ETs se reúnem em um telhado para celebrar sua vinda apenas para serem destruídas sem piedade pelos ETs, estes são apenas alguns dos exemplos deste filme que podem parecer pequenos ou sutis, mas servem a um propósito maior no sentido de reforçar o arquétipo que formas de vida extraterrestres são seres malévolos e traiçoeiros.

Infelizmente, uma maioria significativa de filmes e programas de televisão com ETs contêm essa mesma representação estereotipada de extraterrestres violentos e hostis, para realmente entender a drástica diferença entre filmes que retratam seres de outro mundo como visitantes de uma forma positiva e aqueles que os retratam de forma negativa eu pesquisei uma lista na Wikipédia de filmes e programas de televisão que mostram extraterrestres categorizando-os com base em como eles retratam os extraterrestres.

post-07-05-3
Em mais de 300 filmes que eu encontrei apenas 37 mostravam os extraterrestres de uma forma positiva, o que é interessante em todos esses dados é o fato de que nunca houve qualquer invasão ou ataque violento contra os seres humanos pelos extraterrestres, mas existem inúmeros exemplos na vida real dos seres humanos invasores atacando, matando e torturando outros seres humanos.

É a nossa percepção das intenções extraterrestres em parte uma projeção de como vemos a nós mesmos como uma espécie ?

Extraterrestres como seres pacíficos e orientados espiritualmente

Enquanto os extraterrestres são retratados por Hollywood como parasitas violentos e hostis ou pouco inteligentes, o testemunho de pessoas que tiveram contato com eles e a evidência de seu contato conosco sugere o contrário, esta evidência cria uma impressão das intenções dos extraterrestres que são pacíficos e não hostis.

Aqui estão apenas alguns dos exemplos fascinantes de fenômenos inexplicáveis ​​com possível origem extraterrestre ou histórias que envolvem supostos contatos com ET.

Círculos em culturas

Considerados por alguns como fraudes, essas marcas misteriosas aparecem durante a noite nos campos dos agricultores, na maioria das vezes em torno dos locais sagrados antigos ou megalíticos, comoStonehenge, utiliza a geometria sagrada, símbolos esotéricos ou místicos e até mesmo mensagens diretas em código binário.

O nome “círculos em culturas” na verdade não transmite toda a extensão ou complexidade destas formações que ainda continuam a intrigar os cientistas e agricultores até hoje, enquanto a maioria dos cientistas interpretou esses eventos como brincadeiras feitas pelo homem usando uma corda e pedaços de madeira, há evidências substanciais que sugerem o contrário.

Uma pesquisa feita pelo biofísico W.C. Levengood realizada com amostras colhidas das plantas dentro e fora dos círculos nas plantações concluiu que a estrutura da planta que foi achatada no interior do círculo da cultura mudou de forma tão radical que nenhum fraudador seria capaz de reproduzir já que a mudança ocorreu em um nível molecular e celular.

Outros pesquisadores científicos demonstraram o quão improvável, se não impossível, é destas formações serem feitas pelo homem o Dr. H. Eltjo Haselhoff realizou uma extensa pesquisa sobre o tema dos círculos nas plantações.

“Obviamente há pessoas que tentam imitar a coisa real, mas a sugestão de que todas estas formações vegetais são feitas por homens com ferramentas simples de achatamento é de longe insuficiente para explicar as observações bem documentadas, como anomalias biofísicas inequívocas e consistentes nas plantas achatadas dentro dos círculos, os quais foram publicados na literatura científica revisada por seus pares”.

post-07-05-4Dr. Haselhoff diz que a evidência científica descoberta nos locais de círculos em culturas se encaixa com os relatos de testemunhas oculares sobre “bolas de luz” sendo avistadas durante e às vezes depois nas áreas em que foram formados os círculos nas plantações, ele concluiu que “este efeito é perfeitamente compatível com o padrão de radiação de uma fonte eletromagnética a uma altura de quatro metros acima desse campo”, por mais inacreditável que possa parecer para o leigo isto é uma evidência física sólida de que essas testemunhas oculares falaram a verdade !

Olhando a frente as codificações dos círculos em plantações são indicações de que quem está por trás deles tem um interesse e sabedoria profunda a respeito de símbolos espirituais antigos e geometria sagrada, estes símbolos transmitem uma vasta gama de significados comumente associados com o processo de esclarecimento (vesica Picis, pentagrama, flor da vida, trindade, nós celtas, espirais, árvore da vida e assim por diante).

Usar símbolos esotéricos para transmitir mensagens e ensinamentos não é incomum, os místicos nos tempos antigos muitas vezes usavam símbolos para transmitir mensagens espirituais ocultas que eles não podiam comunicar publicamente devido ao medo de perseguição, com nossa percepção dos extraterrestres como algo a ser temido e odiado é possível que os extraterrestres estejam usando círculos em plantações como uma forma relativamente segura de comunicar a sua presença e intenções para o público.
post-07-05-5

Ainda mais interessante é que diversos círculos em plantações contêm mensagens diretas reais escritas na forma de código binário, em agosto de 2001 dois círculos em plantações apareceram ao lado do radiotelescópio de Chilbolton em Hampshire no prazo de 6 dias um do outro, no primeiro uma face misteriosa feita em um estilo de matriz de pontos seguido por uma formação retangular longa foi rapidamente reconhecido como uma resposta a transmissão de 1974 codificada digitalmente planejada por astrônomos da universidade de Cornell e enviado a partir do radiotelescópio em Arecibo Porto Rico, a transmissão original incluía detalhes de nosso planeta, a população e até mesmo a composição do nosso DNA, a aparente resposta no círculo da cultura incluía grande parte das mesmas informações da transmissão original juntamente com mudanças sutis no código binário que fornece informações sobre quem retornou a mensagem, incluindo uma diferença em sua aparência e composição de DNA.post-07-05-6

Um ano depois em Hampshire na Inglaterra, ao lado de um grupo de radiotelescópios, uma formação de círculo de cultura apareceu com o que é conhecido como ET “cinza” ao lado de um círculo simbolizando um cd com esta mensagem em código binário:
post-07-05-8
“Cuidado com os portadores de falsos presentes e promessas vazias. Muita dor, mas ainda há tempo. Acreditem que ainda há o bem lá fora. Nós nos opomos aos enganos, a passagem está se fechando.”

Estas duas mensagens diretas possuem muito mistério e intriga, enviando mensagens de conhecimento, paz e esperança, definitivamente uma imagem diferente do que a indústria do entretenimento e os meios de comunicação (TV, rádio, cinema) querem que o público acredite.


Mensagens e avisos

Outra mensagem intrigante de paz veio na forma de um noticiário da televisão no sábado 26 novembro de 1977 no Reino Unido, no meio do noticiário uma voz misteriosa cancelou o programa de televisão (deixando a reprodução de vídeo, mas interceptando o áudio), o orador apresentou-se como um extraterrestre chamado “Vrillon” do “Comando Ashtar Galáctico”.

À primeira vista esta introdução soa como algo saído de Jornada nas Estrelas, no entanto, um estudo cuidadoso do áudio revela uma poderosa mensagem de paz e também um aviso de perigo por vir, se não mudarmos nosso caminho como uma espécie.

Quanto à transmissão a autoridade independente foi rápida para descartar o incidente como uma brincadeira, mas nunca houve qualquer evidência real apresentada para validar a afirmação, o IBA afirmou que seria necessário um alto nível de conhecimento técnico para alcançar esta interrupção e a televisão confirmou que foi um fraudador que interrompeu sua transmissão, no entanto até hoje o orador permanece desconhecido deixando a possibilidade de origem extraterrestre mais evidente.

Aqui estão apenas algumas citações que apontam para os extraterrestres serem pacíficos, mental e espiritual preocupados com a humanidade em geral no estado em que ela está.

Todas as armas do mal deve ser removidas, o tempo para o conflito já passou e a raça da qual você faz parte pode prosseguir para os estágios superiores de sua evolução se você mostrar-se digno de fazer isso, vocês tem pouco tempo para aprenderem a viver juntos em paz e boa vontade.

Pequenos grupos de todo o planeta estão aprendendo isso e existem para transmitir a luz do amanhecer da Nova Era para todos, vocês são livres para aceitar ou rejeitar os seus ensinamentos, mas somente aqueles que aprenderem a viver em paz seguirão para os reinos mais elevados da evolução espiritual.

Estamos profundamente preocupados com você e seu caminho para a luz e vamos fazer tudo o que pudermos para ajudá-lo, não tenha medo, busque apenas se conhecer e viver em harmonia de todas as formas no seu planeta Terra.”

Sendo essa transmissão autêntica, é bem possível que as “armas do mal” sobre as quais ele falou se refere ao uso de armas nucleares aqui na terra, pois há muitas testemunhas credíveis que relataram OVNIs serem vistos desarmando armas nucleares (mais sobre isso abaixo).

Um caso de amizade

post-07-05-12
post-07-05-12Talvez um dos mais intrigantes e completos caso de contatos e experiências com extraterrestres é o que ficou conhecido como “Um caso de amizade”, ocorrendo desde a década de 1950 até a década de 1990, um grupo de homens na Itália começou um relacionamento com extraterrestres de diversos sistemas solares que se uniram na Terra para ajudar a humanidade, ao longo dos anos os homens tiveram contato de primeiro grau com os extraterrestres sendo capazes de se comunicar com eles em pessoa, bem como através de transmissões de rádio e televisão que foram enviados diretamente para o grupo, por tele transporte e por telepatia, o grupo também foi capaz de fazer gravações de áudio e vídeo, bem como fotografar as naves extraterrestres.

Trabalhando a partir de bases secretas em todo o mundo o “W56” ou “amigos” como as testemunhas se chamavam, trabalharam principalmente no sentido de proteger o planeta das armas nucleares que estavam sendo construídas e usadas, tentando manter as armas “sem funcionar”, uma testemunha que permaneceu anônima saiu e escreveu uma carta de apoio a história e falou sobre as intenções do W56.

“O objetivo da presença dos amigos não é a de nos estudar (eles nos conhecem muito bem, melhor do que nós mesmos !), Mas de nos ajudar, de fato, os amigos estão descontentes com o nível muito elevado de ódio, violência e injustiça na Terra, sobre a tendência anti-humanista de nossa ciência e tecnologia, sendo capazes de ver nossos pensamentos e sentimentos os amigos enxergam o que se esconde por atrás de nossas máscaras, palavras e sorrisos.”

Ele também passa a mencionar como “Os Amigos se referem a si mesmos não como pertencentes ao mundo dos espíritos, mas como aqueles que vêm depois do mundo dos espíritos, eles também dizem que são os precursores do mundo dos espíritos, em outras palavras, eles se colocam como intermediários entre nós e o mundo dos espíritos.” Leia toda a sua carta.

Outras testemunhas também falaram sobre a grande ênfase do W56 colocar na amizade, no amor, na paz e que as testemunhas sentiam um grande sentimento de amor emanando dos seres quando estão ao redor deles em pessoa, um pensamento violento deles de qualquer forma foi considerado uma impossibilidade, as testemunhas também observaram que os amigos têm um incrível conhecimento de tecnologia avançada que mudaria drasticamente a forma como vemos as nossas estruturas sociais e econômicas, mais importante, eles também possuem sabedoria sobre a natureza do Universo, uma consciência mais elevada e conhecem o potencial que cada indivíduo tem, assista ao documentário sobre este caso.

Este caso tem mais de uma centena de testemunhas que estavam envolvidas em diferentes graus com esses extraterrestres e potencialmente inúmeros outros que ainda não se manifestaram, as implicações disso são incríveis a considerar uma vez que todos os arquivos foram jogados na face do público tendo sido expostos pela mídia a respeito das intenções e maneiras de ser dos extraterrestres.

Dr. Steven Greer e o Projeto de Divulgação

post-07-05-13Desde 1993, o Dr. Steven Greer tem trabalhado no Projeto de Divulgação, que trouxe à tona mais de 400 depoimentos de testemunhas de alto escalão do governo, militares e funcionários de empresas que pessoalmente tem assistido a uma variedade de fenômenos extraterrestres ou tem acesso ao conhecimento deles que tem sido escondido do público, e reuniu esses depoimentos das testemunhas em um documentário que você pode ver aqui.
post-07-05-13

Muitos desses testemunhos são relatos em primeira mão de naves extraterrestres neutralizando ou desarmando mísseis nucleares e centros de teste, um desses incidentes foi ainda capturado em fita de vídeo, o professor Robert Jacobs pessoalmente teve acesso ao vídeo em que depois de um teste de lançamento de mísseis uma nave extraterrestre se aproxima do míssil desarma a ogiva fazendo-o cair do espaço, o vídeo foi então confiscado e foi dito ao Prof Jacobs para não falar sobre o incidente novamente.

O coronel Ross Dedrickson, outra testemunha do Projeto de divulgação confirmou este fato, bem como forneceu informações sobre um evento na década de 1960 onde mísseis nucleares foram enviados pelo governo dos EUA para explodir na lua para testar dados e reação e embarcações dos extraterrestres foram vistas desativando os mísseis a fim de que nenhuma explosão acontecesse, o coronel Dedrickson comentou que parecia que os extraterrestres ão aceitam qualquer explosão no espaço.

Na manhã de 16 de março de 1967 O coronel Dwynne Arneson da força aérea dos EUA viu uma mensagem que chegou do seu centro de comunicações na base aérea de Malstrom em Montana, relatando sobre um UFO metálico pairando perto de um silo de mísseis e logo após todos os mísseis deixaram de estar ativos para ficarem completamente desativados e não podiam ser lançados.

O capitão Robert Salas confirmou o relato do coronel Arneson dando mais detalhes, naquela manhã o capitão Salas recebeu um telefonema do guarda de segurança do Controle de Voo relatando ver luzes estranhas voando em torno da instalação de controle de lançamento, ele descreveu que as luzes estavam fazendo manobras estranhas silenciosas, cerca de meia hora mais tarde o guarda de segurança ligou novamente e de acordo com Salas parecia muito abalado, relatando que um objeto brilhante vermelho estava pairando do lado de fora do portão da frente, ele tinha todos os seus homens com as armas em punho e estava ligando para obter instruções, salas foi para o seu comandante relatar-lhe a situação e em seguida ele notou que os mísseis começaram a se desligar um por um em rápida sucessão, os mísseis foram para o que é considerado uma condição de “não ir” o que significa que já não podiam ser lançados, mesmo depois de uma investigação profunda a causa do desligamento não pode ser explicada.

O capitão Salas também retransmitiu que naquela mesma manhã a 80-97 Km de distância em outro local, o mesmo fenômeno ocorreu e 10 mísseis foram desativados.

O Dr. Steven Greer comentou que a partir desses depoimentos das testemunhas fica claro que os extraterrestres estão extremamente preocupados com o uso de armas nucleares e as implicações de ter essas armas utilizadas no planeta ou no espaço, parece possível que eles estejam desarmando essas armas a fim de proteger as pessoas deste planeta e o resto do cosmos também.

Um tema comum ao longo destes depoimentos das testemunhas é o encobrimento e segredo que envolve a vida dos extraterrestres visitando nosso planeta, várias testemunhas relataram que embarcações extraterrestres e tecnologia tem sido capturadas (algumas até mesmo derrubadas) e utilizado engenharia reversa nelas, de acordo com testemunhas que deram seu depoimento ao Dr. Greer, a tecnologia que foi encontrada e desenvolvida a partir dessas embarcações é um dos segredos mais bem guardados, outros relatam que tinham corpos de mortos e vivos associados a estas embarcações, mas um alto nível de segurança escondeu esta informação do público e muitas testemunhas relatam terem sido pressionadas, intimidadas e até mesmo ameaçadas para manterem em segredo.

O astronauta Edgar Mitchell, que foi o sexto homem a pisar na lua com a Apollo 14 também deu um testemunho no Projeto de Divulgação do Dr. Greer e dentro de seu testemunho fez o seguinte comentário:

“Há muita desinformação, na questão de se ele foi mantido em segredo ou como poderia ter sido mantido em segredo, ele não foi mantido em segredo ! Esteve lá o tempo todo, mas tem sido objeto de desinformação a fim de desviar a atenção e criar confusão para que a verdade não apareça, a desinformação é simplesmente um outro método de obstrução e tem sido usada de forma consistente nos últimos 50 anos ou mais, na mentira de balões meteorológicos sobre Roswell, acredito que uma embarcação de algum tipo caiu, isso é desinformação, temos visto há 50 anos e é a melhor maneira de esconder alguma coisa”.

No livro do Dr. Greer, Verdade Escondida: Conhecimento Proibido: ele diz:

“É fundamental entender que uma enorme e sofisticada campanha de desinformação existe em torno de toda a questão extraterrestre, pelo menos 90 por cento da informação e as imagens retratadas ao público são selecionados para evocar o medo seguido de ódio a todas as coisas estranhas, filmes, programas de TV e livros sobre o assunto provam este ponto: se alguém acreditar neste lixo você vai achar que todas as outras pessoas nos EUA estão sendo arrancadas de suas casas à meia-noite e sendo torturadas ! Isto simplesmente não é verdade, mas o medo e o horror vendem e os suspeitos de sempre se beneficiam de uma apavorada população mal informada”.

O Dr. Steven Greer continua tentando expor este segredo e encobrimento juntamente com a apresentação de informações sobre a tecnologia extraterrestre que em sua opinião poderia mudar muito a forma como o nosso mundo funciona.

As Implicações
Quais são as implicações ao retratar os extraterrestres sob uma luz negativa ? As pessoas estão usando os alienígenas como um “bicho-papão” conveniente para sua diversão ou para seu lucro ? Ou há um esforço intencional de “difamação” dos extraterrestres ? Mais importante ainda, por que alguém iria querer promover percepções negativas sobre os ETs ?

Olhando para a evidência de inúmeros depoimentos das testemunhas, a noção de que os ETs são hostis simplesmente não é mantido por qualquer pessoa com experiência real, ele só é mantido e promovido pela grande teia de interesses, impulsionado pela facilidade dos filmes de Hollywood e da televisão.

Além disso, muitas destas testemunhas expressam o conceito de que os ETs têm uma sabedoria espiritual ou uma consciência mais elevada, promovendo formas de alcançar a paz e a harmonia que poderiam ser compartilhadas com o mundo trazendo uma forma totalmente diferente de viver.

No entanto, por esse condicionamento repetitivo enxergamos os extraterrestres como violentos, agressivos e hostis, tornando improvável que nós estejamos abertos para a sabedoria espiritual que esses seres podem oferecer, se o nosso conceito de extraterrestres é criado apenas por retratos negativos as pessoas seriam logicamente menos propensas a buscar contato com extraterrestres e se ocorresse uma experiência de contato elas estariam mais propensas a responderem com medo e antagonismo, na verdade este medo tem sido relatado como um sério obstáculo ao contato com os ETs por aqueles que tiveram a experiência de primeiro grau com OVNIs, por exemplo, o Dr. Steven Greer explica a sua experiência com isto em um encontro descrito no livro: “Verdade Escondida: Conhecimento Proibido”.

Embora apresentado sob o pretexto de entretenimento retratos negativos de ETs através dos meios de comunicação têm um poder muito real para evitar o contato entre a humanidade e a civilização extraterrestre e no processo pode efetivamente negar o acesso da humanidade a uma profunda tecnologia e sabedoria espiritual que transformaria a vida como a conhecemos.

@Vida

 CRÉDITOS : consciousreporter

Nenhum comentário: